quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O Início

Nebulosa de Eta Carinae

          
          Me rendi aos blogs. Depois de tanto tempo lendo tantos e gostando de tão poucos, resolvi me retirar da cômoda situação de crítica, para o não tão confortável lugar de quem põe a mão na massa, neste caso, no teclado. Tenho muito o que escrever mas não sei se alguém está disposto a ler.

          Já li blogs de amigos, inimigos, desconhecidos, intelectuais, sinceros e farsantes. Esta última categoria, talvez seja a que menos me agrada. Então, estou aqui para falar dos amigos, ignorar os inimigos, aproximar os desconhecidos, entediar os intelectuais, desmascarar os farsantes e fazer companhia aos sinceros.

          Antes de tudo, se você está lendo este primeiro post, já percebeu que “no fundo eu julgo o mundo”. Julgo mas não condeno, julgo porque tenho opinião e me orgulho em tê-la. Neste blog vou colocar minhas opiniões e impressões, mas não tenho nenhuma pretensão de que isso seja a verdade absoluta. Mesmo porque tudo na vida é relativo.

          Quanto ao nome, Eta Carinae sempre me fascinou. Uma estrela misteriosa, a maior e mais brilhante que se conhece. Sua nebulosa fica a 7.500 anos-luz da Terra. A única certeza que se tem sobre ela é de que está morrendo. Certeza, que apesar do clichê, é a única que tenho na vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário